Home / Notícia / Antes do depoimento de Palocci, Lula disse: "é meu amigo; não tenho nenhuma preocupação com delação dele"

Antes do depoimento de Palocci, Lula disse: "é meu amigo; não tenho nenhuma preocupação com delação dele"

Em 20 de abril de 2017, Antonio Palocci disse a Sérgio Moro que podia revelar “nomes e operações” para mais um ano de Lava Jato. O recado foi entendido: o ex-ministro dos governos Lula e Dilma estava disposto a delatar o que sabia para a operação.

Na semana seguinte, no entanto, Lula utilizou-se das redes sociais para vender à opinião pública que não tinha o que temer: “não tenho nenhuma preocupação com delação dele. Palocci é meu companheiro há 30 anos, é um dos homens mais inteligentes desse país“.

Num tom quase desafiador, o ex-presidente disse que, ainda que contasse tudo o que soubesse, Palocci não o atingiria com nada.

No 6 de setembro de 2017, Palocci conversou novamente com Moro, desta vez na condição de delator. E não só confirmou suspeitas que a operação tinha contra Lula, como acrescentou que o petista havia endossado R$ 300 milhões em propina da Odebrecht para o PT.

Coube então à defesa de Lula emitir nota desqualificando o depoimento. Mas o estrago já estava feito.

As informações são do portal Implicante.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

PT quer fazer “controle social” do Judiciário

Fernando Haddad segue sua jornada de entrevistas como dublê de coordenador de programa de governo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *