Home / Notícia / Com dinheiro público e em área pública, festival faz "fotona" com 115 pelados

Com dinheiro público e em área pública, festival faz "fotona" com 115 pelados

Uma “oficina inédita” para debater “a relação da fotografia e do corpo nu enquanto manifestação artística e sociopolítica” destinada “xs voluntárixs maiores de 18 anos”. Assim foi descrita a convocação oficial para a “Fotona”, classificada pela organização como o “maior nu artístico já feito em Brasília”.

Em uma praça pública no coração de Brasília (Praça do Museu da República), 115 homens e mulheres participaram do “ato” na manhã deste sábado (2). A foto foi registrada pelo fotógrafo Kazuo Okubo com a ajuda de um guindaste e um drone.

De acordo com a organização, as fotos são uma forma de protesto à “caretice e ao conservadorismo da cidade”, a fim de “reafirmar os corpos enquanto ferramenta de manifestação artística, cultural e política” e “contrariar o panorama retrógrado e careta da cidade opressora que não abarca a arte”. De acordo com um dos participantes da “Fotona”, “o arte do corpo nu ser enquadrada como ‘atentado violento ao pudor’ é lamentável”.

A ação fez parte do festival Cena Contemporânea, o qual conta com patrocínio das estatais Petrobras e Caixa, apoio da estatal EBC (Empresa Brasileira de Comunicações) e da paraestatal SESC, além do incentivo e fomento do Governo de Brasília e do Governo Federal. Em outras palavras, a “performance” foi realizada com dinheiro dos pagadores de impostos brasileiros.

cena-contemporanea.png

As informações são do Instituto Liberal de São Paulo.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Juíza Carolina Lebbos enterra estratégia do PT

Como todo integrante da massa carcerária entregue aos cuidados do Estado brasileiro, o ex-presidente Lula obedece a …

2 comentários

  1. MAIS UMA MANEIRA DISFARÇADA DE DISTRIBUIR CRIMINOSAMENTE DINHEIRO ROUBADO DOS IMPOSTOS DAS APOSENTADORIAS PARA PAGAR IDIOTAS ÚTEIS TRAIDORES DA PÁTRIA! ESSE GOVERNO FANTOCHE INTERNACIONAL, TEM QUE SER DERRUBADO E LEVADO À JULGAMENTO!

  2. 1) Post extremamente traumatizante e desaconselhável para
    – menores de 18 anos de idade;
    – pessoas com extrema sensibilidade visual e acentuada memória fofográfica;
    – pessoas criativas, inteligentes e racionais, que não precisam ficar peladas para defender algum ponto de vista ou causa social.
    2) Reunir um monte de gente esquisita para que mostrem seus balangandãs e air-bags murchos não é algo inédito: isso tem sido feito há décadas, desde a época da foto preto e branco.
    Os homens e as mulheres das cavernas também agiam assim, quando promoviam rituais de acasalamento (surubas públicas).
    Não sou moralista e para mim tanto faz: cada um faça o que achar melhor.
    É melhor esquerdista pelado do que vestido e armado com facas, canivetes, porrete, bastão de beisebol, shuriken (estrela ninja), nunchaku e bat-rangue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *