Home / Notícia / Ditador comunista norte-coreano critica Trump por sair do Acordo de Paris e esta notícia é verdadeira

Ditador comunista norte-coreano critica Trump por sair do Acordo de Paris e esta notícia é verdadeira

Informações do jornal O Globo:

O ditador norte-coreano Kim Jong-un avaliou esta terça-feira que o presidente americano Donald Trump foi “egoísta” ao retirar os EUA do Acordo de Paris.

Através de um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Kim afirmou que a decisão de Trump foi “o cúmulo do egoísmo”, e uma demonstração de que os EUA “só estão procurando o seu próprio bem-estar, mesmo que ao custo de todo o planeta”:

“O aquecimento global é um dos mais graves desafios que a Humanidade enfrenta hoje, e o Acordo de Paris, que pede para que os países apresentem contribuições para reduzir os gases-estufa, é o resultado disso”, afirmou o porta-voz à agência estatal de notícias KCNA. “O ato egoísta dos EUA não só tem graves consequências para os esforços internacionais para proteger o meio ambiente, mas representa grande perigo para outras áreas”.

Nota do Jornalivre:

Qual seria exatamente a credibilidade de Kim Jong-un para dar palpites em algo assim? Ele é o ditador comunista de um país que vive a portas fechadas, sem que sequer saibamos tudo o que acontece por lá. A Coreia do Norte respeita o acordo de Paris? Como saber disso?

A maior ironia, no entanto, é um ditador falar em “egoísmo”, ainda mais considerando que ele matou o próprio tio e até mesmo o próprio irmão para se manter no poder.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

PT quer fazer “controle social” do Judiciário

Fernando Haddad segue sua jornada de entrevistas como dublê de coordenador de programa de governo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *