Home / Notícia / Em afronta ao povo, Fachin dá mais 60 dias para JBS complementar delação

Em afronta ao povo, Fachin dá mais 60 dias para JBS complementar delação

Informa o Estadão:

Os delatores da empresa JBS terão mais 60 dias para entregarem informações complementares dentro do acordo de colaboração premiada firmado com a Procuradoria-Geral da República (PGR). A decisão é do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, e atende a pedidos tanto da JBS quanto da PGR. O último dia do prazo previso para a entrega de anexos complementares era esta quinta-feira, 31, e agora passa a ser no fim de outubro. Na decisão, Fachin considerou que a prorrogação não gera “mudança substancial” no acordo e que não há motivos para rejeitar o pedido se a finalidade é trazer maior eficácia e efetividade à colaboração premiada. Além disso, afirmou que há precedente no Supremo Tribunal Federal de prorrogação de prazo e que a lei que trata das delações premiadas não prevê nenhum impedimento a isso.

Isso significa que os criminosos confessos do frigorífico que enriqueceu às custas do povo terá mais tempo do que já teve para entregar evidências. Ou seja, até o momento Joesley e Wesley Batista permanecem soltos, sem nenhuma punição, mas nem mesmo terminaram o serviço.

É uma afronta.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

PT quer fazer “controle social” do Judiciário

Fernando Haddad segue sua jornada de entrevistas como dublê de coordenador de programa de governo …

Um comentário

  1. Mas oque está acontecendo com o nosso STF . Esses juizes tem uma deliberação unitária , e com interesses pessoais .Uma decisão dessa importância , deveria ser resolvida em plenário …
    Aonde ficam os interesses do povo …!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *