Home / Notícia / Estudantes pró-liberdade combatem acadêmicos da UFBA que pedem ato pelo ditador Maduro

Estudantes pró-liberdade combatem acadêmicos da UFBA que pedem ato pelo ditador Maduro

O vídeo abaixo, postado no Youtube em 4 de março deste ano, serve para provar que os esquerdistas são doentes mentais, daí o fato de serem qualificados de “esquerdopatas”. A cena nãzo deixa de ser insólita. Mostra o momento em que os professores da Universidade Federal da Bahia – UFBA – convocam os alunos em sala de aula para realizarem um ato de apoio à ditadura comunista assassina de Nicolás Maduro.

A reação do alunos foi imediata a mostrar que a vagabundagem comunista se resume a grupelhos encastelados em universidades e escolas – especialmente as estatais.

Cada vez mais vai caindo a ficha para todos os brasileiros. Haja vista para o fato de que a bandalha do PT, PSDB, MDB, PCdoB, PCB, REDE. PSB e demais agremiações esquerdistas diziam que se Lula fosse preso o Brasil iria parar. Quá, quá, quá…

A verdade é que o esquerdismo, finalmente, foi detonado. Sobrou apenas meia dúzia de mortadelas insuflados pela camarilha que vive às custas de caraminguás estatais.

Mais meia dúzia desses esquerdopatas vagabundos estão encastelados em universidades, inclusive nos mestrados e doutorados. Imaginem. Esses caras conseguiram títulos acadêmicos e ainda foram ungidos em “concurso público”. Concursos de araque, diga-se de passagem.

Eu me formei na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC e lá também fiz o Mestrado em Direito mais tarde no início dos anos 90, quando a UFSC ainda estava razoavelmente em pé.

Dia desses tive que ir a um posto do Correio no campus. Fiquei horrorizado. Tudo pichado com palavras de ordem grafadas em jargões do pensamento politicamente correto bundalelê. Há prédios fortificados com grandes nas janelas, já que o campus se transformou numa terra de ninguém. O Centro de Convivência que contava com café, livraria e outros equipamentos está fechado e todo depredado. No seu interior há lixo!

E, pasmem! Esses arautos do esquerdismo acadêmico são gente que ostenta título de Mestre e/ou Doutor. Em sua maioria são idiotas completos. E o pior de tudo, quem os mantêm são os cidadãos brasileiros por meio da infernal teia de impostos. Sem falar no Imposto de Renda que agora ataca sem piedade os cidadãos assalariados que auferem salários acima do teto e que não tem como escapar. Um realzinho acima da tabela escorchante e o cidadão vê a camarilha estatal chupar parte de seu rendimento.

Estamos pagando para sustentar essa gentalha. E o que é mais incrível é sustentarmos os ditos “acadêmicos”, arautos do esquerdismo delirante, áulicos de regimes comunistas assassinos como o da Venezuela. Graças às redes sociais na internet o povo brasileiro e os próprios estudantes estão vendo tudo. Como este vídeo do episódio da UFBA, há centenas de outros disponíveis no Youtube, Facebook, Twitter.

Já passou da hora dos brasileiros decentes, trabalhadores, tocar pra fora das escolas e universidades esses comunistas vagabundos e salafrários, chupins profissionais do dinheiro públicos, vermes desgraçados que promovem a lavagem cerebral dos jovens estudantes.

O lugar desses loucos no passado era nos hospícios. Mas os comunistas conseguiram fechar todos esses asilos de loucos. Hoje em dia estão aí soltos e ostentando títulos de “Doutor”!

Dia desses soube que o Serviço Social da Indústria (SESI) promoveu um evento no qual foi palestrante – pasmem – a tal ‘filósofa’ Márcia Tiburi, rematada esquerdopata delirante. No passado, em vez de estar deitando falação em evento de entidade da Indústria, estaria trancada na jaula de um hospício.

O texto é do blog de Aluizio Amorim.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Acredite se quiser: agora Dilma diz que não quebrou a Petrobras

Dilma Rousseff negou que tenha quebrado a Petrobras. Ela disse, segundo a Folha de S. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *