Home / Notícia / Fachin tirou da PF e passou para Janot caso de procurador acusado de receber propina da JBS

Fachin tirou da PF e passou para Janot caso de procurador acusado de receber propina da JBS

Na mesma ocasião em que estourou o escândalo envolvendo Michel Temer, Aécio e outros, houve um escândalo paralelo na PGR.

Naquela mesma semana, o procurador Ângelo Goulart Villela, que trabalhava com Janot, foi preso e acusado de receber propina para vazar informações para a JBS. A Polícia Federal já o investigava há um bom tempo, mas depois que o escândalo estourou o ministro Edson Fachin determinou que a PF tirasse as mãos do caso e passou tudo para a PGR, controlada pelo próprio Janot.

Em um mundo normal, seria razoável considerar Janot pelo menos suspeito, já que dois procuradores – Villela e Miller – agiram de forma criminosa sob sua tutela e coincidentemente dentro dos interesses políticos dele próprio. Mas isso aqui é o Brasil. No Brasil o suspeito é tratado muitas vezes até mesmo como herói…

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

PT quer fazer “controle social” do Judiciário

Fernando Haddad segue sua jornada de entrevistas como dublê de coordenador de programa de governo …

2 comentários

  1. Fora com esses fora da Lei! Impeachment neles, sejam quem forem: ministros, deputados, senadores, governadores, procuradores, juízes, desembargadores, presidente! O Brasil tem jeito. Vamos endireitar nosso Brasil!!!

  2. Esse jaguara do FACHIN , até por interesses pessoais , faz e desfaz sozinho o que ele quer , e sem a anuência de outros Juizes , e ou , da Presidente do STF , isto não pode ser aceitável ….
    Alguém precisa jogar isso pra Mídia …
    O povo não pode ficar calado 🤐

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *