Home / Notícia / Investigações mostram grupos intervencionistas e petistas infiltrados entre os caminhoneiros

Investigações mostram grupos intervencionistas e petistas infiltrados entre os caminhoneiros

O governo investiga a infiltração de três movimentos políticos – “Intervenção militar já”, “Fora Temer” e “Lula livre” – na paralisação dos caminhoneiros. A suspeita é de que esses grupos estão por trás da manutenção dos bloqueios, mesmo após ter boa parte de suas reivindicações atendidas ou ao menos encaminhadas.

O presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, afirmou em entrevista coletiva que há um forte grupo de intervencionistas infiltrado na paralisação dos caminhoneiros.

O presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Ijuí, no Rio Grande do Sul, Carlos Alberto Litti, também reconhece a infiltração no movimento de defensores de um golpe militar.

“Para esses que têm posição extremista, esse ou qualquer outro acordo não iria funcionar porque a intenção não é resolver problemas, mas criar o caos, a instabilidade”, afirmou.

Segundo o Estadão, líderes dos caminhoneiros informaram ao Planalto em reunião no último domingo (27) que os infiltrados somam algo como 10% a 15% do movimento. A informação foi recebida com irritação pelas autoridades federais, principalmente por envolver o “Fora Temer”.

Com informações do Congresso em Foco.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Greenpeace admite ter colocado mala com falsa ameaça de bomba em comissão que discute o uso de agrotóxicos

Informou o G1: Pouco antes do início da reunião da comissão, destinada à votação do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *