Home / Notícia / Justiça ordena bloqueio de R$800 milhões de Joesley Batista

Justiça ordena bloqueio de R$800 milhões de Joesley Batista

Por Francine Galbier

O juiz federal Tiago Bitencourt de David, da 5.ª Vara Federal Cível de São Paulo, determinou por meio de liminar o bloqueio de R$ 800 milhões das contas de um dos donos da empresa JBS, Joesley Batista.

O valor é referente ao suposto lucro que o empresário teria obtido com a venda de dólares às vésperas do áudio de sua gravação com o presidente Michel Temer ser divulgado.

A ação entregue ao juiz é de cunho popular, e, para os autores da mesma, os irmãos Batista e outros diretores da JBS S.A. e da J&F teriam praticado crime ao utilizar uma informação privilegiada para comprar dólares, cerca de US$ 1 bilhão. Os autores da ação popular alegam também que as empresas de Joesley obtiveram acréscimo superior a 4000% em seu faturamento, devido a créditos concedidos pelo BNDES.

O juiz ressalta em sua decisão que a ação popular é um meio de instrumento que protege a moralidade pública: “serve, ainda, à proteção da ordem econômica – em tese afetada pela aquisição de dólares e lucro com a operação em decorrência de informação privilegiada. Note-se, ainda, que a moralidade administrativa e o patrimônio público teriam sido, ao menos em tese, afetados por empréstimos subsidiados pelo BNDES a justificar o crescimento patrimonial exponencial dos réus”.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

PT quer fazer “controle social” do Judiciário

Fernando Haddad segue sua jornada de entrevistas como dublê de coordenador de programa de governo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *