Home / Notícia / Limite de gastos impede nomeações de concursados em 2018

Limite de gastos impede nomeações de concursados em 2018

O custo elevado da folha de pagamento impedirá novas nomeações de concursados em 2018. A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) impede gastos acima de 49% da receita do Estado com o salário dos servidores. Neste momento, segundo o governador Eduardo Pinho Moreira, o valor pago ao funcionalismo atingiu 49,18%. Em maio, o valor da folha fechará em R$ 1,18 bilhão.

Com isso, Pinho Moreira não vê como ocorrerem contratações de concursados até julho. Pela legislação eleitoral, entre julho e dezembro ficam impedidas nomeações. Elas só podem ser feitas a partir de janeiro do ano que vem, com a posse dos eleitos. Dessa forma, os candidatos de pelo menos dois concursos devem ser chamados somente em 2019. “O que eu posso fazer é prorrogar os prazos dos concursos”, disse Pinho Moreira ontem.

No IGP, o processo seletivo para contratação de 52 profissionais foi homologado no começo de maio. Os aprovados aguardam a chamada oficial. Já na Polícia Civil, são 394 para agente e escrivão. O trâmite burocrático ficará pronto em julho. Depois disso, o concurso ainda precisa ser homologado antes das nomeações.

A informação é da coluna de Marcelo Fleury, da NSC.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Greenpeace admite ter colocado mala com falsa ameaça de bomba em comissão que discute o uso de agrotóxicos

Informou o G1: Pouco antes do início da reunião da comissão, destinada à votação do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *