Home / Notícia / Limite de gastos impede nomeações de concursados em 2018

Limite de gastos impede nomeações de concursados em 2018

O custo elevado da folha de pagamento impedirá novas nomeações de concursados em 2018. A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) impede gastos acima de 49% da receita do Estado com o salário dos servidores. Neste momento, segundo o governador Eduardo Pinho Moreira, o valor pago ao funcionalismo atingiu 49,18%. Em maio, o valor da folha fechará em R$ 1,18 bilhão.

Com isso, Pinho Moreira não vê como ocorrerem contratações de concursados até julho. Pela legislação eleitoral, entre julho e dezembro ficam impedidas nomeações. Elas só podem ser feitas a partir de janeiro do ano que vem, com a posse dos eleitos. Dessa forma, os candidatos de pelo menos dois concursos devem ser chamados somente em 2019. “O que eu posso fazer é prorrogar os prazos dos concursos”, disse Pinho Moreira ontem.

No IGP, o processo seletivo para contratação de 52 profissionais foi homologado no começo de maio. Os aprovados aguardam a chamada oficial. Já na Polícia Civil, são 394 para agente e escrivão. O trâmite burocrático ficará pronto em julho. Depois disso, o concurso ainda precisa ser homologado antes das nomeações.

A informação é da coluna de Marcelo Fleury, da NSC.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

PT quer fazer “controle social” do Judiciário

Fernando Haddad segue sua jornada de entrevistas como dublê de coordenador de programa de governo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *