Home / Notícia / Maduro paga mico na hora de votar e lança mais uma suspeita sobre as urnas eletrônicas

Maduro paga mico na hora de votar e lança mais uma suspeita sobre as urnas eletrônicas

O carnê criado pelo governo venezuelano para registrar os beneficiários de seus “programas sociais” – e que seria usado para monitorar o voto na Assembleia – não funcionou, deixando Nicolás Maduro em uma saia justíssima neste domingo (30).

“Vamos fazer a verificação do meu Carnê da Pátria para que fique registrado que eu vim votar e que meu Carnê da Pátria fique marcado para toda vida, que votei no dia histórico da Constituinte”, anunciou o ditador neste domingo antes de votar.

“Leu?”, perguntou Maduro à mulher que escaneava os documentos com um smartphone, recebendo uma resposta positiva.

Na tela do aparelho, no entanto, apareceu uma mensagem que a desmentia: “A pessoa não existe, ou o carnê foi anulado”. Captada por uma câmera de televisão do governo, a imagem viralizou nas redes sociais.

 As informações são do G1.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Marina diz que vai ter “guerra civil” se as pessoas puderem ter direito de se defender

Marina Silva disse a Folha, UOL e SBT que “a obrigação de combater o crime …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *