Home / Notícia / Molon reconhece méritos da intervenção federal no Rio e complica narrativa da extrema esquerda

Molon reconhece méritos da intervenção federal no Rio e complica narrativa da extrema esquerda

Em 20 de fevereiro, Alessandro Molon (PSB-RJ) foi um dos 72 deputados a votarem contra o decreto da intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro. Menos de dois meses depois, o deputado diz estar surpreso com as ações desenvolvidas até agora pelo interventor, o general Walter Souza Braga Netto, informa o Congresso em Foco.

Agora, no entanto, após a operação que prendeu 164 milianos no Rio de Janeiro, Molon demonstrou certo contentamento, o que certamente vai complicar a narrativa criada por ele e seus aliados.

O deputado mudou recentemente para o PSB, mas pertencia à REDE e antes ao PT. Naturalmente aproveitou a oportunidade para alfinetar seus opositores sem mencionar seus aliados, ignorando que a “banda podre” da política fluminense só se instaurou no poder porque teve amplo apoio dos petistas, como Sérgio Cabral, Eduardo Cunha, Jorge Picciani e até mesmo Eduardo Paes.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Historiador apela ao bizarro e sugere leis para dificultar saída de jovens craques do país

Enquanto muitos discutem se a torcida “está ou não ligada na seleção” – que estreou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *