Home / Notícia / Nota / A esquerda que patrulha brincalhões na Rússia se calou quando José de Abreu cuspiu na cara de uma mulher

A esquerda que patrulha brincalhões na Rússia se calou quando José de Abreu cuspiu na cara de uma mulher

Esquerdistas estão chiando há dias com o vídeo feito por brasileiros na Rússia. Nele vários rapazes com bandeiras e roupas do Brasil aparecem ao lado de uma russa falando palavras de baixo calão, que ela repete sorrindo sem entender do que se tratam. É um caso de “machismo”, estão dizendo.

O que é estranho, entretanto, é o fato de que há dois anos o ator petista José de Abreu, em uma discussão num restaurante aqui mesmo no Brasil, cuspiu no rosto de uma mulher. Pior: ele não estava discutindo com a mulher, mas com seu marido. Cuspiu no rosto dela sem qualquer razão.

Na época e até hoje nenhum esquerdista jamais reclamou disso. Reveja o vídeo:

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Raquel Dodge diz o óbvio: “O que aconteceria se todo preso se anunciasse pré-candidato?”

Ao pedir a investigação de Rogério Favreto, na noite de ontem, a procuradora-geral da República, …

Um comentário

  1. A “videocassetada” dos palhaços brasileiros não teve graça alguma: foi uma covardia contra mulheres e um desrespeito dos convidados no país dos anfitriões.
    Mas não sou moralista lavajatista protofascista nem esquerdista extremista. Não defendo a prisão para os neanderthais do vídeo, que já estão sendo linchados pelos justiceiros hipócritas.
    No caso dos homens das cavernas que participaram da insensatez, a primeira coisa a fazer seria um pedido público de desculpas deles às russas e à população da Rússia. Eles deveriam também pagar passagens, hotel 5 estrelas, alimentação e segurança particular para as russas do vídeo visitarem o Brasil.
    Por fim, um novo vídeo seria produzido, com a participação dos “manos” bárbaros e de dezenas de feministas russas, estas ensinando aos machões brasileiros palavrões e referências nada agradáveis ao aparelho reprodutor masculino.
    Tudo em russo, para que os sempre divertidos brasileiros repitam até aprenderem a lição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *