Home / Notícia / Nota / A suspeitosíssima greve nacional dos petroleiros e suas contradições

A suspeitosíssima greve nacional dos petroleiros e suas contradições

Começou agora a greve nacional dos petroleiros, comandada pelos sindicatos do setor. A motivação alegada para a greve é a nova política adotada pela Petrobrás, que visa fazer com que a empresa tenha lucros, mas esta não é a motivação verdadeira. O que realmente motiva os sindicatos é a sua agenda ideológica. Eles estão nessa por Lula, por Dilma e pelo PT.

Os petroleiros não fizeram nenhuma greve quando Lula doou uma refinaria para a Bolívia, o que poderia claramente ser considerado um ato de traição. Eles também não se rebelaram durante o escândalo do Petrolão e ficaram calados quando Dilma comprou a refinaria de Pasadena superfaturada, gerando prejuízos astronômicos para a empresa.

Aparentemente nada disso foi motivação suficiente. Agora eles estão em greve e alegam que só vão parar quando Temer renunciar. Nem é preciso trazer mais evidências de que os sindicatos estão lutando pelo partido, não pelo povo ou pelos trabalhadores do setor.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Gravíssimo: Mônica Bergamo “antecipa” resultado do julgamento do STF sobre Gleisi

Mônica Bergamo, adiantando na Band, disse que Gleisi tem votos a seu favor e que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *