Home / Notícia / Nota / Alckmin ataca governo federal, mas com Dilma pegava leve

Alckmin ataca governo federal, mas com Dilma pegava leve

O governador do Estado de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) abriu fogo contra o governo e atacou o presidente Michel Temer, dizendo que “o governo federal não cumpre nada”. Ele se referia à obra do Rodoanel, de acordo com o portal O Antagonista.

“Nós pusemos 800 milhões de reais. O governo federal colocou 80 e cancelou o orçamento de 200. Não cumpre nada, nada. Se dependesse do governo federal, essa obra estava parada e quatro mil pessoas estariam desempregadas. Quatro mil pessoas, que é o número de pessoas trabalhando no rodoanel”.

No fim de 2015, no entanto, quando o impeachment ganhava força, Alckmin saiu em defesa da ex-presidente Dilma. Para a Folha de São Paulo, afirmou em setembro daquele ano que faltava motivo para o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O tucano ficou insatisfeito, pois, se Dilma caísse por uma razão como as pedaladas fiscais, haveria precedente, segundo ele, para que governadores e prefeitos eleitos fossem afastados. A previsão falhou.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Defesa de Joesley quer peitar Raquel Dodge e pedir manutenção do acordo de impunidade

Informou o jornalista Lauro Jardim: A defesa de Joesley Batista já está montando um documento para convencer …

4 comentários

  1. Falou o ladrão de merenda que defendeu a poste de Lula.

  2. FRANCISCO MARINHEIRO DE ARAUJO

    Não dou mais voto para esse cara, os petistas deitam e rolam em SP. Queremos um político mão pesada, que baixa a ripa nesses desordeiros.

  3. José Evangelista Filho

    Alckmim mostra-se um político fraco e frouxo. Não vai passar de São Paulo. Já foi muito além do que poderia ir. Bom de briga é Dória.

  4. José Evangelista Filho

    Alckmim mostra-se um político fraco e frouxo. Não vai passar de São Paulo. Já foi muito além do que poderia ir. Bom de briga é Daria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *