Home / Notícia / Nota / Argentina espera há mais de um mês aval do Brasil para investigar propina paga pela Odebrecht

Argentina espera há mais de um mês aval do Brasil para investigar propina paga pela Odebrecht

Segundo matéria do Blog do Noblat, a Odebrecht estaria dando “sorte” na decisão do Brasil de demorar para dar o aval à Argentina para investigar propina paga pela empresa.

A matéria diz: “Com dificuldades internas para apurar o pagamento de propina pela Odebrecht, a Argentina aguarda há mais de um mês o aval do Brasil para montar a equipe conjunta que investigará os fatos narrados pelos delatores da construtora. No ano passado, executivos da empresa disseram a autoridades americanas terem pago propina de US$ 35 milhões a agentes públicos argentinos, entre 2007 e 2014, para obter três obras de infraestrutura que renderam à Odebrecht US$ 278 milhões em faturamento”.

Ocorre que daí em diante as investigações internas passaram a patinar, “principalmente pela falta de uma lei que permita à empresa celebrar acordos de leniência, como no Brasil, em que executivos confessam os crimes, apresentam provas do envolvimento de autoridades e devolvem o dinheiro desviado dos cofres públicos. A Odebrecht já ofereceu o acordo à Argentina”.

Pessoal, dá para agilizar isso, por favor? Já que no Brasil não existe punição adequada, quem sabe os outros países possam fazer o serviço pela gente, não?

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Piração: UnB terá aula de “felicidade”

A Universidade de Brasília vai oferecer no próximo semestre uma disciplina sobre felicidade, focada em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *