Home / Notícia / Nota / Extrema esquerda estrebucha com lançamento de livro de Kim Kataguiri neste domingo

Extrema esquerda estrebucha com lançamento de livro de Kim Kataguiri neste domingo

A Folha de São Paulo perdeu a cabeça com o lançamento do livro Quem É Esse Moleque para Estar na Folha?” (Simonsen, 152 págs.), que será lançado neste domingo.

O jornal lançou uma matéria dizendo: “Kim Kataguiri ataca esquerda e PT em livro a ser lançado neste domingo”.

Bem, fica a se pensar: se Kim é coordenador de um movimento liberal, não deveria questionar e contestar partidos como PT, PCdoB e PSOL? Bizarro.

A matéria diz:

A questão da pouca idade do hoje estudante de direito de 21 anos inspira o título e é lembrada no prefácio assinado por Janaína Paschoal.

Professora de direito na USP, ela foi uma das signatárias do pedido de impeachment de Dilma Rousseff (PT) em 2016. Atribui a Kim “textos mais maduros do que os escritos por colunistas que têm o dobro (quem sabe o triplo) de sua idade”.

Com efeito, há diversas críticas feitas a colunistas do jornal identificados à esquerda do espectro político, como Janio de Freitas, Gregório Duvivier e Vladimir Safatle.

Guilherme Boulos, líder do Movimento dos Trabalhadores sem Teto e também ex-colunista do site da Folha, protagoniza as altercações mais agudas com Kim –fundador e líder do MBL (Movimento Brasil Livre), organização surgida no fim de 2014 na esteira dos protestos contra Dilma.

Ao longo de seus 48 textos, o tema predominante é o antipetismo que ascendeu com o processo de impeachment.

Nesse sentido, o livro permite observar o desenvolvimento dessa novidade da vida pública brasileira, ainda que Kim use hipérbole para definir o papel do MBL e movimentos afins na queda da presidente.

“Derrubamos a Dilma”, sentencia, dando peso preponderante às manifestações de rua que efetivamente foram combustível para o impeachment, mas não sua razão solitária –crise econômica e conjuntura política levaram ao uso do crime fiscal das pedaladas como razão para o impedimento.

À crítica de que suas posições seriam “retrógradas”, Kim rebate. “Num país em que a esculhambação é a regra, defender as instituições e o império da lei é o que é revolucionário.”

Ele também defende a entrada do MBL na política formal, o que ocorreu nas eleições municipais de 2016.

As colunas atiram contra o ideário associado à esquerda brasileira, mas não refletem a crescente retórica conservadora relativa a costumes que o MBL assumiu, como no episódio em que defendeu o boicote a uma exposição com temática gay que acabou cancelada em Porto Alegre.

Sobram críticas a figuras como o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad (PT) e o senador petista Lindbergh Farias (RJ), curiosamente um personagem que também surgiu jovem no escopo de manifestações de rua, no caso pelo impeachment de Fernando Collor em 1992.

Não estão sabendo lidar mesmo com o fato de pessoas de direita divergirem da extrema esquerda.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Vídeo de criminoso sendo alvejado por PM bomba nas redes sociais

O assunto mais comentado deste fim de semana foi a tentativa frustrada de assalto ocorrida …

14 comentários

  1. Temos que ser NACIONALISTAS REPUBLICANOS E DEMOCRÁTICOS, parem com esse extremismo dualista, esquerda e direita, os dois extremos ocasionaram as milhares de morte, na HUMANIDADE. Todas as guerras por princípio, partiram de pensamentos extremistas e autoritários. Exemplo tem aos montes.

  2. Torno dizer, êsse Kim quer palanque. Êle não passa de um ressentido niilista, neto de japonês tocado pela miséria da guerra. E quando se olha no espelho ainda não se vê um brasileiro. E mais, se volta à terra de seus ancestrais, lá verá que é um João ninguém.

  3. Esperem que em breve ira surgur um firte movinento genuinamente conservador. Ja temos a uma associação nacional, grupo cultural cujas armas são os livros.

  4. Os Brasileiros do bem acordaram com as redes sociais e perceberam que estavam sendo comandados por umas organizações criminosas.
    Felizmente será difícil estes Esquerdopatas e Comunistas ocuparem os cargos majoritários em 2018, depois dos estragos financeiros e moral que deixaram o País.
    O SOCIALISMO E O COMUNISMO SÃO O CÂNCER DO BRASIL!
    BOLSONARO PRESIDENTE EM 2018!
    VERMELHOS NUNCA MAIS!!!

  5. Joao Carlos Israel Lameirinhas

    Tentar desqualificar o Kim por defender o ideário liberal é o mesmo que endeusa-lo para os liberais. O fato é que o rapaz apresenta uma eloquência e conhecimento de conceitos macro econômico e históricos bem acima da média. Seu comprometimento com o bem sem meias palavras transmite uma segurança e honestidade um tanto raro nos dias de hoje. A mídia esquerdopata não se dá conta de que quanto mais o critica, mais o credência com representante de um novo caminho de esperança. Seu futuro político brilhante já está escrito é só conferir.

  6. chamar o PT de extrema esquerda é a coisa mais engraçada do mundo hehehehe seria como chamar o PSDB de extrema direita.. Não sei se é má fé ou ignorância política mesmo.. Vão estudar!

  7. Serviçal do João Dórea, dissimulam o ódio e a divisão da sociedade sem nenhuma proposta para os problemas do país ..Basta !!! Dessa gente oportunista que surgem do nada sem nada de propostas e são um nada !!! Vocês do MBL, enganam outros .Sou baiano e baiano não cai nesse lenga lenga de Kim,Dórea , Holliday .. Vão trabalhar !!!

    • Mimimimimimimimimimimim. Está nervosinho. Quem prega ódio é você. E quem apoia divisão da sociedade é você. Vocês da extrema esquerda são cúmplices dos piores genocídios da história da humanidade.

  8. Sérgio Rodrigues

    Esses esquerdopatas que estao infiltrados na midia e nas universidades precisam entender que o povo brasileiro é de direita e conservador, conservador da moral que demorou séculos para ser formada, e também não queremos governos opressores como por exemplo o plebiscito do desarmamento, o povo opinou na grande maioria que era contrario o desarmanto porém o governo com uma canetada revogou o anseio popular, isso é a democracia da esquerda!

  9. Porquinho Cheiroso

    Os esquerdopatas detestam o contraditório…

  10. Tá querendo me enganar? Esse KIM É + UM COMUNISTA TENTANDO SE PASSAR COMO CONSERVADOR!!

  11. Quando todos estavam calados durante os três governos do PT, a esquerda achava que era hegemônica. Kim e os outros líderes dos movimentos de rua representaram o povo que não aguentava mais a extrema esquerda, mas não sabia que era um mar de gente que não aprovava os desmandos. O grito soou nas ruas e as forças se uniram. Agora as esquerdas vão ter que aprender na marra porque a direita não vai mais se calar. Vá em frente, Kim!! O Brasil precisa de líderes como você!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *