Home / Notícia / Nota / Joesley vai depor nesta quinta ao PGR, que deveria se declarar impedido

Joesley vai depor nesta quinta ao PGR, que deveria se declarar impedido

Conforme coluna de Mônica Bergamo, Joesley Batista vai depor nesta quinta (7) em Brasília sobre os áudios entregues por ele ao Ministério Público Federal.

O depoimento será prestado na PGR (Procuradoria-Geral da República). Outros que vem depor, além de Joesley, são o executivo da empresa Ricardo Saud e o advogado Francisco de Assis.

O acordo de colaboração deles com o MPF começou a fazer água depois da divulgação das conversas entre Joesley e Saud em que, entre outras coisas, eles conversam sobre a participação do ex-procurador Marcello Miller na empreitada.

Miller ainda era procurador e não poderia auxiliar investigados a celebrarem acordos de colaboração. A participação dele pode anular provas.

Além disso, o fato de que o empresário e os executivos esconderam informações da PGR que agora vieram à tona pode configurar omissão, uma das razões para a quebra de um acordo de delação premiada.

Para piorar, o PGR deveria se declarar impedido para receber este depoimento, pelo fato de Miller ter sido seu braço direito por tanto tempo.

Janot está se metendo em mais um rolo…

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Piração: UnB terá aula de “felicidade”

A Universidade de Brasília vai oferecer no próximo semestre uma disciplina sobre felicidade, focada em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *