Home / Notícia / Nota / Procurador pode ser enquadrado por ativismo político em apoio ao PSOL

Procurador pode ser enquadrado por ativismo político em apoio ao PSOL

O procurador do Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro, Rodrigo Carelli, pode ser enquadrado em atividade político-partidária, proibida pela Constituição (art. 128) por ser agente público. Isso porque não é tímida sua militância pelo PSOL. Há registros de palestras organizadas pelo partido que ele participou, além de abaixo-assinado rubricada por ele, informa a Veja.

Carelli tem diversas participações em seminários e até textos de sua autoria criticando serviços como Uber e mudanças na CLT, além de diversos comentários nos quais denota claro esquerdismo.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Documentos de pedágio coletados pela Lava Jato mostram que família de Lula viajou 111 vezes ao sítio desde 2012

Gilberto Carvalho disse a Sergio Moro que Lula “queria comprar” o sítio de Atibaia, mas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *