Home / Notícia / Nota / Vereadora do PSOL propõe lei para tornar Parada Gay "Patrimônio Imaterial" e manter verba pública

Vereadora do PSOL propõe lei para tornar Parada Gay "Patrimônio Imaterial" e manter verba pública

A feminista e vereadora paulistana Sâmia Bomfim (PSOL) protocolou no dia 14, o Projeto de Lei 399/2017, que quer transformar a Parada LGBT de São Paulo em Patrimônio Imaterial da cidade. O vereador Eduardo Suplicy, do PT, assina a coautoria do texto.

Patrimônios Imateriais são práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas transmitidos de geração em geração e constantemente recriados pelas comunidades e grupos, gerando um sentimento de identidade e continuidade.

Caso aprovado o projeto da vereadora ultraesquerdista, a Parada LGBT garantiria a continuidade de recursos públicos para sua promoção e evento, de acordo com a lei 14.406 de 2007, que instituiu o Programa Permanente de Proteção e Conservação do Patrimônio Imaterial do Município de São Paulo.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Gleisi diz que Lula “vai ganhar eleição preso”… então porque esperneiam tanto?

Em mais um ridículo discurso no Senado, Gleisi Hoffmann afirmou que a Globo (sempre ela) …

11 comentários

  1. caros colegas, esse pais está entregue as baratas e de tudo que é podre.
    onde ser Heterossexual, Cristão ,preservar a família e nossos filhos é crime ou seja HOMOFÓBICO ,
    onde já se viu financiar um bando de medíocres, que querem acabar com que resta de digno na sociedade , putaria , baixarias , porno explicito , nessa gandaia que se auto julga PARADA GAY.
    a mídia quer nos empurrar goela abaixo essa . eu tenho nada contra quem quer ser gay, sou sim contra a essa lavagem que estão querendo fazer com a sociedade

  2. ESSA MULHER É UMA INUTIL, NOJENTA , ASQUEROSA
    CASSAÇAO NELA JA

  3. Eu vou no populacho mesmo “tão querendo nossa grana pra financiar putaria e consumo de drogas” esses esquerdopatas não se emendam não o raça maldita

  4. Eu não sou homofóbico. Ma, esse pessoal tem que parar com essa veadagem.

  5. Será que este país do vai mudar na violência? Um dia o povo vai explodir.

  6. Só pode ser muito “mofo”

  7. Desci do mundo. Não volto!

  8. Vergonha termos brasileiros preconceituosos e que se dizem cristãos… Isso não é nem ser humano

  9. Paulo Tavares Junior

    Nenhuma manifestação deveria ser patrocinada com dinheiro público. Essa prática inclusive deveria ser crime, pois desperdiça dinheiro, e manifestação financiada pelo poder público não é manifestação, é propaganda política organizada. Políticos honestos deveriam trabalhar em projetos para criminalizar essa prática sem vergonha.

    Um país sem militância ou com militância realmente por amor à causa seria um país melhor e menos alienado. As manifestações só são legítimas quando emanam do povo para refletir sua vontade e sem qualquer tipo de financiamento público.

    • Snebur senajota

      Infelizmente só poderia vir de um partido sem caráter e sem o mínimo de respeito pelas coisas cristãs e pior, apoiado por um senador que esqueceu de se deitar e dormir o sono eterno!

  10. Eduardo Araújo

    Ou seja: querem tornar patrimônio imaterial a nojeira, a permissividade, o desrespeito às pessoas que não concordam com as cenas de depravação e o desrespeito a crenças cristãs por não comungarem com essa tirania gayzista,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *