Home / Notícia / Novo ditador cubano começa seu mandato prendendo mulheres opositoras. Esquerda brasileira não dá um pio

Novo ditador cubano começa seu mandato prendendo mulheres opositoras. Esquerda brasileira não dá um pio

Três dias depois de suceder Raúl Castro, Míguel Díaz-Canel, novo ditador cubano começa levando à prisão pelo menos nove integrantes do grupo Damas de Branco.

Quem são as Damas de Branco?

O Damas de Branco (em espanhol Damas de Blanco) é um grupo de mães e esposas de “presos de consciência” do regime socialista cubano. É composto por familiares e esposas de cidadãos presos por serem opositores ao regime político da ilha e lutarem pela liberdade. O movimento surgiu em 2003, após a chamada Primavera Negra de Cuba e possui como tradição a vestimenta branca (referência/reverência, aos Fantasmas dos mortos) utilizada nos protestos, em memória aos mortos do regime. Foi fundada pela dissidente Laura Pollán. — Wikipédia (Grifo nosso)

No último domingo (23), as mulheres saíram em protesto e foram presas. Este ano o grupo saiu dividido e com menos integrantes que nos anos anteriores. “Até o momento, estão desaparecidas, pois não sabemos onde se encontram e os repressores não dizem”, afirmou Moya.

Berta Soler, líder do movimento, presa também no domingo, afirmou na última quarta-feira (18): “Raúl e Fidel são o mesmo, mas Raúl reforçou a repressão e não há nada que nos sinalize que o próximo governo será menos opressor”. Soler também revelou que haviam mais de 80 presos políticos no regime comunista.

A informação é do portal Conexão Política.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Acredite se quiser: agora Dilma diz que não quebrou a Petrobras

Dilma Rousseff negou que tenha quebrado a Petrobras. Ela disse, segundo a Folha de S. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *