Home / Notícia / Presidente do PEN diz: “Não quero mais essa compreensão de que estamos salvando o Lula”

Presidente do PEN diz: “Não quero mais essa compreensão de que estamos salvando o Lula”

O presidente do Partido Ecológico Nacional, Adilson Barroso, tentou justificar sua tentativa de cancelamento da liminar que pede ao Supremo para rediscutir a prisão após condenação em segunda instância. Ele afirmou que buscará desistir de “tudo que for possível” na ação.

“Não quero mais essa compreensão de que estamos salvando o Lula, porque nós somos de direita conservadora, e isso não faria sentido”, declarou.

A declaração é ridícula. De fato o PEN entrou com o recurso para o interesse de Lula e de muitos outros políticos corruptos. O advogado destituído, Antônio Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay, esteve até agora nos holofotes justamente por ser um dos maiores ativistas contra a prisão após segunda instância.

Há muitos que vinham suspeitando nos últimos dias de que a ação em nome do PEN foi feita a soldo. Em outra declaração, reproduzida pelo jornal Zero Hora, Barroso afirmou:

“Esse pedido entrou agora porque o processo está andando há dois anos e coincidiu com esse momento. Em 2016, um grupo de pessoas, juntamente com advogados, nos convenceu que precisaria ter uma decisão definitiva do Supremo se pode ou não pode prender em 2ª instância e se a Constituição vale ou não vale”

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Historiador apela ao bizarro e sugere leis para dificultar saída de jovens craques do país

Enquanto muitos discutem se a torcida “está ou não ligada na seleção” – que estreou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *