Home / Notícia / Promotor descreve a tentativa de homicídio no Instituto Lula

Promotor descreve a tentativa de homicídio no Instituto Lula

O promotor Luiz Eduardo Levit Zilberman descreveu da seguinte maneira a agressão contra o empresário Carlos Alberto Bettoni, em frente ao Instituto Lula:

“Quando Carlos Alberto já estava fora da calçada, os indiciados, mesmo percebendo a aproximação de um caminhão, assumindo e aceitando os riscos de produzir o resultado morte, empurraram a vítima em direção à rua com violência”.

“Os indiciados, após constatarem que o ofendido estava imóvel e desacordado na rua, dando claras mostras uma vez mais de que o resultado morte lhes era absolutamente indiferente, afastaram-se do local, sem prestar qualquer socorro a ele mesmo estando a poucos metros do Hospital São Camilo situado nas imediações. Ainda assim, negaram socorro à vítima, assumindo o risco de que a morte pudesse ocorrer”.

E mais:

“O crime foi cometido por motivo torpe decorrente de intolerância diante da suposição de que a vítima estivesse no local a protestar contra o ex-presidente da República e seus apoiadores políticos”.

Não há dúvida de que houve tentativa de homicídio, então é ótimo que um promotor tenha entendido desta forma. Os agressores poderão se dar mal dessa vez.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Freixo usa a narrativa de que “nem todo impeachment é golpe”

Em campanha para aprovar o impeachment do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *