Home / Notícia / Promotor descreve a tentativa de homicídio no Instituto Lula

Promotor descreve a tentativa de homicídio no Instituto Lula

O promotor Luiz Eduardo Levit Zilberman descreveu da seguinte maneira a agressão contra o empresário Carlos Alberto Bettoni, em frente ao Instituto Lula:

“Quando Carlos Alberto já estava fora da calçada, os indiciados, mesmo percebendo a aproximação de um caminhão, assumindo e aceitando os riscos de produzir o resultado morte, empurraram a vítima em direção à rua com violência”.

“Os indiciados, após constatarem que o ofendido estava imóvel e desacordado na rua, dando claras mostras uma vez mais de que o resultado morte lhes era absolutamente indiferente, afastaram-se do local, sem prestar qualquer socorro a ele mesmo estando a poucos metros do Hospital São Camilo situado nas imediações. Ainda assim, negaram socorro à vítima, assumindo o risco de que a morte pudesse ocorrer”.

E mais:

“O crime foi cometido por motivo torpe decorrente de intolerância diante da suposição de que a vítima estivesse no local a protestar contra o ex-presidente da República e seus apoiadores políticos”.

Não há dúvida de que houve tentativa de homicídio, então é ótimo que um promotor tenha entendido desta forma. Os agressores poderão se dar mal dessa vez.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Propina da Odebrecht para Dilma teve aval de Lula, diz delação

O Refis da Crise, segundo Marcelo Odebrecht, rendeu 50 milhões de reais em propinas para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *