Home / Notícia / Reforma da Rodoviária de Joinville deve começar em agosto, segundo Ipreville

Reforma da Rodoviária de Joinville deve começar em agosto, segundo Ipreville

O edital de reforma da Rodoviária de Joinville deve ser lançado na próxima semana. O documento e o projeto estão prontos, mas ainda passam por análises finais de engenheiros e do setor jurídico antes de ser aberta a concorrência para execução da obra. Esta será a primeira reforma estrutural do terminal desde 2001, quando houve a última grande intervenção no local.

Segundo o Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Joinville (Ipreville), que é o proprietário do imóvel, a licitação ficará aberta por 30 dias. A expectativa do presidente Sergio Miers é que as obras comecem em agosto.

O projeto prevê reforma da estrutura metálica, das partes elétrica e hidráulica, ligação de esgoto, iluminação e intervenção em parte do estacionamento. Vão ser refeitos a cobertura e o piso de todo o prédio da rodoviária.

No total serão investidos R$ 2,8 milhões na reforma, com recursos da taxa de Administração da instituição, e o prazo para execução da obra é de 12 meses.

“Tudo que a sociedade pediu será feito. A parte estrutural está sendo reformada e a parte de segurança foi solucionada com a volta da Polícia Militar”, aponta Miers.

Durante as obras, o serviço continuará funcionando normalmente. Há uma estrutura planejada para que não haja interrupções, e a população possa ser atendida mesmo ao longo da reforma.

A intervenção ocorrerá 17 anos após a última grande reforma da estrutura, quando também foi feita a cobertura do estacionamento. Em 2009, houve obras menores envolvendo pintura e reparos no telhado.

As condições do prédio e a segurança nos arredores da rodoviária foram motivo de preocupação de funcionários e usuários. Em meados de abril, a reportagem de “AN” retratou a sensação de insegurança vivenciada no local. À época, o Ipreville informou que a reforma pode ser iniciada em junho, com prazo de conclusão de um ano, após o lançamento da licitação para contratação da empresa.

A informação é de Hassan Farias, do Jornal A Notícia.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Greenpeace admite ter colocado mala com falsa ameaça de bomba em comissão que discute o uso de agrotóxicos

Informou o G1: Pouco antes do início da reunião da comissão, destinada à votação do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *