Home / Notícia / SEBRAE desmente narrativa do MPT/RN: preço dos contratos não foi imposto pela Guararapes às facções têxteis

SEBRAE desmente narrativa do MPT/RN: preço dos contratos não foi imposto pela Guararapes às facções têxteis

O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, José Vieira, explicou em entrevista ao portalnoar.com que o preço praticado entre o grupo Guararapes e as facções têxteis foi formado em estudo técnico e apresentado à empresa, que o aceitou.

Na investida contra o setor têxtil, o Ministério Público do Trabalho tem anunciado que o preço de compra das peças da Guararapes às facções têm sido imposto pela dona da Riachuelo.

“Isso não é verdade. O Sebrae, o Senai e as facções construíram uma planilha de custos e mostraram que o valor que viabilizaria o negócio seria xis. O preço foi apresentado à Guararapes, que o aceitou. Dizer que foi imposição da Guararapes é um absurdo”, destacou Vieira.

Na ação contra o grupo, o MPT pede que trabalhadores das facções sejam absorvidos pela Guararapes, o que também preocupa o Sebrae.

“O MPT não está reconhecendo a relação comercial entre a Guararapes e as oficinas de costura, os donos de oficinas não querem que a Guararapes contratem seus funcionários”, destacou Vieira, que reforça que o caráter punitivista deve ser aplicado a quem não seguiu a lei.

“Existe uma certificação concedida pela Associação Brasileira do Varejo Têxtil (Abvtex). No momento em que a associação descredenciou facções pelo descumprimento da legislação, a Guararapes interrompeu o contrato. São essas facções que devem ser penalizadas, e não a empresa”, destacou.

A notícia é do Portal No Ar.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Postos já estão sem combustível em algumas cidades do Oeste de SC

Alguns postos já estão sem combustível no Oeste e outros provavelmente ficarão sem no decorrer …

Um comentário

  1. E mesmo que fosse “imposto”. Contrata quem quiser. Ninguém foi forcado a fechar negócio com a Guararapes. Isso se chama LIBERDADE.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *