Home / Notícia / Veja ataca MBL e brasileiros e é escrachada nos comentários

Veja ataca MBL e brasileiros e é escrachada nos comentários

O site Veja publicou hoje, terça-feira, 12, uma matéria tendenciosa em ataque a todos os brasileiros que se indignaram com a exposição Queermuseu, realizada pelo Santander Cultural com verba pública. 

Vamos analisar. “Veja” só:

Ao encerrar a mostra Queermuseu – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira, em Porto Alegre (RS), um mês antes do previsto, o Santander Cultural disse ter entendido que “algumas das obras da exposição desrespeitavam símbolos, crenças e pessoas”.

Ora, o Santander entendeu isso porque, de fato, houve um desrespeito aos valores da sociedade brasileira.

 A decisão, que divide artistas e conservadores, foi tomada com base em manifestações contrárias às 270 obras de 85 artistas, entre os quais os clássicos Alfredo Volpi e Cândido Portinari, além dos contemporâneos Adriana Varejão e Milton Kurtz, sob a curadoria de Gaudêncio Fidelis.

As manifestações foram contrárias a algumas peças expostas, independente de quem fossem os artistas, pois a mostra era aberta ao público e tinha, como objetivo de projeto – publicado no site do Ministério da Cultura -, atingir o público escolar, utilizando, inclusive, material educativo. Material educativo para professores e alunos, feitos com o dinheiro do contribuinte. E entende-se, pela maioria da sociedade, que obras que mostram crimes tipificados em lei, como zoofilia, e que incitando a pedofilia, prática rejeitada e repudiada pela sociedade, não são qualificados para serem divulgados com dinheiro do pagador de impostos, dona Veja.

Depois, a matéria segue tentando comparar o boicote a essas obras, das quais o público sequer se preocupou em saber quem eram os artistas – não era uma preocupação relevante – a história dos artistas que se dedicam, ao longo da vida, a quebrarem tabus com suas obras:

Em toda a história da arte, porém, não faltam trabalhos e artistas que exploram o sexual, o sagrado e profano, quebrando ou se dedicando a escancarar tabus construídos pela sociedade.

Um dos artistas listado pela Veja, como um “quebrador de tabu” é  Balthus, um “artista plástico francês foi diversas vezes criticado por pedofilia, já que retratava muitas adolescentes nuas. Esta é a obra mais polêmica do francês, que chegou a ter uma exposição de polaroides barrada na Alemanha, em 2014.”

Então a Veja entende que pedofilia e zoofilia são “tabus” a serem quebrados? Existe uma chance, muito grande, da maioria dos brasileiros discordarem dessa necessidade e preferirem deixar esses tabus do jeito que estão.

E finalizam com algumas obras de cunho erótico dizendo que elas causariam espanto aos seguidores do Movimento Brasil Livre e a parcela da sociedade que se indignou com a exposição Queer.

Para a tristeza da redação do site, a matéria foi um tiro no pé e a Veja foi malhada em comentários:

7241579c-34c8-45af-a6cd-bfefd1fc1bab2304a95c-b91e-45a5-98b9-0ee0e10e62bb7241579c-34c8-45af-a6cd-bfefd1fc1bab

Fonte: http://veja.abril.com.br/entretenimento/sete-obras-de-arte-que-poderiam-chocar-o-mbl/

Sobre A Redação

Leia também

Acredite se quiser: agora Dilma diz que não quebrou a Petrobras

Dilma Rousseff negou que tenha quebrado a Petrobras. Ela disse, segundo a Folha de S. …

29 comentários

  1. Sera que as pessoas que trabalham na Revistinha VEJA da o rabo pra animais ??

  2. Cancelando assinatura da Veja já !!!!!!

  3. Marci desde que nao seja direcionado ao publico infantil e nao seja custeado com dinheiro publico sem problema ah e q se tenha arte nao crimes. Zoofilia e pedofilia é crime!

  4. Todos esses que defendem as pinturas que ofendem a moral, que level seus filhos, e netos e crianças a essa exposição e explique a eles o que significa.

  5. Em qualquer lugar do mundo entra quem quer em um museu, quem não quer, que não entre.

    • A questão não é essa, sua desinformada! Ou sua apologista de crimes! A questão é que estão obrigando crianças do ensino fundamental a ver e ouvir elogios ao crimes de pedofilia, zoofilia, escárnio a fé religiosa dos brasileiros e, por cima de tudo, financiado com dinheiro público, isto é, dos ofendidos. E o povo deve calar-se? Só uma comunista safada – desculpe da redundância – pode pensar assim.

    • Sra. Marci, como a Sra. poe ler abaixo, não era só aberta ao publico como também divulgada em escolas de ensino médio e fundamental, e o pior era patrocinada com o dinheiro suado da população…Ah dona marci…vá cata
      r coquinhos…

      tinha, como objetivo de projeto – publicado no site do Ministério da Cultura -, atingir o público escolar, utilizando, inclusive, material educativo. Material educativo para professores e alunos, feitos com o dinheiro do contribuinte.

    • Com financiamento público, a regra não é bem essa!

  6. JEFFERSON LUIS JEZEWSKI

    Vendo estas matérias em jornais revistas TVs rádios o povo está descobrindo o quanto pedofilos a nos meios de comunicação.

  7. Postura medíocre da VEJA, defendendo essa corja de vagabundos pervertidos, disfarçados de “artistas”.

  8. VEJA, PORTAL DO INFERNO. DEPRAVAÇÃO é TABU para ser quebrado? Fora, almanaque de propaganda. Há muito já deixei de ser assinante. VERGONHA!!!

  9. Vou cancelar minha assinatura da veja depois dessa! Já estava pensando, agora está definido!

  10. Veja alinhando se ao relativismo e anestesismo moral esquerdista só terá um destino. Um cantinho na web, perdendo para Piauí, q tem matérias de qualidade até, ou vivendo de verbas públicas como vivia o barril 2+4+7… afff….

  11. robsongusmao2012@gmail.com

    Mídia podre e esquerdista, a favor da imoralidade e da banalização de práticas abomináveis como pedofilia e zoofilia. Esse povo quer transofrmar nosso país num poço de putara a céu aberto. Querem que seja pertmitido fazer todo tipo de imundíceis no meio da rua! é isso que eles querem! Mas o povo brasileiro não vai pertmitir que isto ocorra! É bom “JAIR” se acostumando. Em prol da família, da moral e dos bons costumes, #BOLSONARO2018!

  12. Leopoldo Ruzicki

    Já fui assinante da Veja e cancelei minha assinatura exatamente por ver um jornalismo tendencioso ser desenvolvido por ela. Sempre à esquerda, o que faz dela uma formadora de opinião dos grupos de minoria dedicados à baderna, à desordem, ao cáos e ao quanto pior melhor. Como foi o caso dessa malfadada exposição de lixo que alguns preferiram chamar de arte.

    • Eu já cancelei a minha assinatura da Veja há muito tempo. Joguei as que tinha no lixo. Tô fora!

  13. Onde já se viu pedofilia e zoofilia é tabu a ser quebrado? Então estrupo, assaltado, sequestro são tabus a serem quebrados também? Isso é crime e tem que ser tratado como tal.

  14. Atualizando comentários….veja João José Caldeira Ribeiro 12 set 2017 – 22h29
    Na semana passada cancelei a renovação automática desta revista que assino há quase 10 anos. Como tive que telefonar (não há opção para cancelamento online, apenas assinatura – que novidade), fui atendido por uma menina muito simpática que tentou de tudo para eu não prosseguir com esse cancelamento. A certa altura, ela pergunta o que eu queria para continuar com a assinatura, ao que respondi: “Não assinaria nem que fosse de graça”, o que foi um balde de água fria para ela.
    Gostava de ter o contato dela para lhe passar este link e mostrar por que cancelei a assinatura. Desde que o Petry assumiu a direção, tem sido assim: parece a Carta Capital.
    Boa sorte, VEJA, na vossa empreitada progressista. Só não contem comigo.

    Thiago Costa 12 set 2017 – 23h27
    E vocês querem o que com essa matéria? Mostrar que estão ainda mais do lado do lixo da esquerda e perder ainda mais assinantes? Meus pais já não assinam mais essa porcaria de revista e qualquer um que desfaça a assinatura de mostra amigo do país.

    Luiz Alberto Gomes 12 set 2017 – 23h28
    Devido a matérias tendenciosas como esta é que cancelei a minha assinatura de Veja, depois de mais de 30 anos como assinante. Mas, o que se pode esperar de uma revista que cede um espaço que antigamente era nobre, como as Páginas Amarelas, para um indivíduo como o Jean Willlys???????????

  15. Atualizando…..comentários da veja…..João José Caldeira Ribeiro 12 set 2017 – 22h29
    Na semana passada cancelei a renovação automática desta revista que assino há quase 10 anos. Como tive que telefonar (não há opção para cancelamento online, apenas assinatura – que novidade), fui atendido por uma menina muito simpática que tentou de tudo para eu não prosseguir com esse cancelamento. A certa altura, ela pergunta o que eu queria para continuar com a assinatura, ao que respondi: “Não assinaria nem que fosse de graça”, o que foi um balde de água fria para ela.
    Gostava de ter o contato dela para lhe passar este link e mostrar por que cancelei a assinatura. Desde que o Petry assumiu a direção, tem sido assim: parece a Carta Capital.
    Boa sorte, VEJA, na vossa empreitada progressista. Só não contem comigo.

    Thiago Costa 12 set 2017 – 23h27
    E vocês querem o que com essa matéria? Mostrar que estão ainda mais do lado do lixo da esquerda e perder ainda mais assinantes? Meus pais já não assinam mais essa porcaria de revista e qualquer um que desfaça a assinatura de mostra amigo do país.

    Luiz Alberto Gomes 12 set 2017 – 23h28
    Devido a matérias tendenciosas como esta é que cancelei a minha assinatura de Veja, depois de mais de 30 anos como assinante. Mas, o que se pode esperar de uma revista que cede um espaço que antigamente era nobre, como as Páginas Amarelas, para um indivíduo como o Jean Willlys???????????

  16. Ta mais de que na hora de rotular esquerdistas convencionais como a VEJA de apoiadores de pedofilia e zoofilia. Já Querem colocar o P e o Z no LGBT

  17. Parabéns MBL !!!!!
    Vocês valorizam princípios que não devem ser esquecidos e que norteiam nossa sociedade.

  18. Estava mesmo pensando em cancelar minha assinatura,obrigada veja por essa reportagem tacanha ,pois assim me ajudou a enxergar melhor o respeito que tem pela sociedade de bem

  19. Veja quem te viu e quem te vê, os petralhas e esquerdopatas falavam horrores desta revista, o petralha Vagner Moura chegou a fazer vídeo falando mal da veja e agora a Veja se vendeu e virou revista esquerdizóide. Totalmente sem credibilidade, totalmente vendida.

  20. Sou assinante a 25 anos… triste com as últimas capas e páginas amarelas de veja… Roberto Civita, desde sua morte a revista perdeu dua essência, foi poupado de ver a menina dos olhos da imprensa brasileira, virar folhetim de botequim. Os últimas matérias só confirmam minha decisão de encerrar a assinatura.

  21. Ainda bem que eu cancelei a minha assinatura da Veja!!!! Livre dessa imprensa esquerdista que quer controlar nossas atitudes e pensamentos!!!

  22. Não foi à toa que cancelei minha assinatura da veja. Nunca mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *