Home / Opinião / Coluna / Freixo. Ou: o duplo padrão de quem diz que “armas não significam mais segurança” mas quer seguranças armados.

Freixo. Ou: o duplo padrão de quem diz que “armas não significam mais segurança” mas quer seguranças armados.

por Roger Scar

O deputado Marcelo Freixo é um desses conhecidos desarmamentistas. A alegação mais comum de todos eles, mas principalmente dos mais conhecidos, é a de que armas não trazem segurança, e com isso eles querem a qualquer custo impedir o direito do cidadão ao porte ou até mesmo a posse de armas.

Bem!

Nós vivemos em um país que é de fato muito desigual, mas não é desigual como a Suécia, onde há classe média, ricos e os muito ricos. Aqui há os muito ricos, que são uma minoria, há mais alguns ricos, a classe média e uma maioria esmagadoramente pobre, muitos em condições miseráveis. A maior parte da população não teria a menor condição de contratar qualquer serviço de segurança privada, e mesmo entre os que contratam tais serviços há os que se apertam para poderem ter o mínimo de proteção.

O que gente como Marcelo Freixo já fez para melhorar a segurança pública? Isso é um mistério. O que se vê é justamente o oposto disso. Parece que fazem de tudo para piorá-la. Então eles entendem que armas não trazem segurança, entendem que só o Estado deve ter o monopólio da segurança ou da violência, mas não abrem mão de seus privilégios.

Freixo está incomodado com o fato de ter perdido o direito a proteção “privada”. É “privada” mesmo, entre aspas, porque não era ele quem pagava, mas o povo. Policiais militares eram destinados a protegê-lo, e isso era até então sustentado pelo mesmo povo a quem ele se esforça para negar qualquer direito a defesa. Para estas pessoas não faz mal que a maioria da população esteja a mercê de bandidos sem qualquer possibilidade de reação, desde que o direito deles esteja garantido.

Armas não trazem segurança na opinião de Freixo, a não ser que sejam usadas para a segurança dele próprio.

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

Ciro Gomes faz o diabo para herdar os votos de Lula

Em palestra na Câmara de Comércio Brasil-Suécia, em Estocolmo, Ciro disse que a ideia de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *