Home / Opinião / "Estamos formando universitários semianalfabetos", diz Villa

"Estamos formando universitários semianalfabetos", diz Villa

O historiador e jornalista Marco Antônio Villa fez duras críticas ao sistema educacional brasileiro, em especial ao MEC. Para ele, o Brasil está formando universitários semianalfabetos.

Confira o comentário:

Sobre RedatorJornalivre

Leia também

A falsa narrativa dos ‘paneleiros arrependidos’. Ou: Ninguém se arrependeu por ter tirado Dilma do poder

por Roger Scar Juliana Dal Piva, jornalista da Época e também da Agência Lupa, publicou …

16 comentários

  1. Na época de FHC, que foi quando eu fiz vestibular, tínhamos que superar as questões objetivas e depois numa segunda etapa, provas discursivas de português, redação e 2 específicas, no meu caso química e biologia. Só entrava numa Universidade Federal quem tinha um conhecimento pelo menos razoável. Pede um aluno de biológicas pra fazer uma discursiva de química hoje e verão o desastre. Nos governos subsequentes a meta foi igualar por baixo, massificar a informação mínima. Com isso as Instituições foram obrigadas a se nivelar ao baixo nível educacional dos alunos.

  2. Sim, concordamos que o ensino basico fundamental esta deprimente faz decadas, mas o que se tem feito sobre isso? Os alunos tem que seguir em frente, se entraram em faculdades, analfabetos, que seja, ou sera que o digníssimo esta propondo excluir as faculdades para a solucao dos problemas? Tudo bem entao, ja que o ensino basico nao tem qualidade, ninguem maqis faz faculdade, e isso? so bla bla bla de quem nunca passou pelo problema.

  3. Sem falar que no entorno das faculdades há inúmeros bares, vendendo bebidas alcoólicas livremente . Basta passar perto pra verificar que há mais alunos nos bares do que dentro das faculdades. Aí eu pergunto: é possível isso ?????? fala sério né ?

  4. O ensino primário das décadas de 60 e 70 eram mais fortes que muitos ensinos superiores de hoje. As crianças aprendiam a escrever corretamente, inclusive com as devidas pontuações, sabiam compreender um texto e elaborar redações. Matemática era dominada também. Outra questão era o respeito que os alunos e pais tinham com os professores. Era a época do militarismo, cantávamos o Hino Nacional diariamente antes das aulas. E estou falando das escolas públicas. Hoje os diretores e inspetores destas escolas vivem acuados com medo de alunos e dos pais deles, sem falar dos traficantes que aliciam descaradamente os adolescentes nas portas das escolas. Este País não tinha e não tem maturidade moral pra viver sem ser conduzido, infelizmente é esta a realidade, doa a quem doer. Falta-nos muito ainda. Com os desgovernos, a educação foi jogada a lama , propositalmente.

  5. digitei do cel. por isso ficou meio distorcido

  6. SE NAS PÚBLICAS ESTÁ RUIM… IMAGINE NAS FACULDADES PARTICULARES, ONDE A MISSÃO É O LUCRO. QUNDO LEVANTEI ESTAS QUESTÕES NAS FACULDADES PARTICULARES QUE EU PASSEI EU FUI MANDADO EMBORA. UMA VEZ REPROVEI UMA VEZ REPROVEI O TCC. O RESULTADO É Q PASSARAM O ALUNO E ME DEMITIRAM. HAVIAM RECOMENDAÇÕES PRA N REPROVAREM OS ALUNOS BOLSISTA E ALUNOS FIES. TENHO A CÓPIA DA MONOGRAFIA DO ALUNO, PARA QUEM QUISER QUE EU PROVE O QUE ESTOU DIZENDO

  7. Murilo Ducatti

    Sou professor a 10 anos. A questão da formação universitária realmente é caótica. Como bem colocado, as universidades, no sentido de maximizar o lucro, minimizam a qualidade educacional e se transformam em impressoras de diplomas.

    Mas convenhamos, o problema não é só universitário. Trata-se de um colapso cultural, onde o “esforço” para conseguir algo tem se limitado à simples reprodução de conteúdos, o “pensar e refletir” está entrando em desuso.

    As pessoas estão sendo acostumadas nas escolas públicas e privadas de ensino fundamental e médio a serem promovidas sem a menor necessidade de conhecimento. Em troca de verbas, aprovam-se alunos, enquanto justifica-se o fracasso, sempre à sombra de algum problema ou implicações sociais.

    A máquina vai parar meus caros… Aguardem…

  8. A educação precisa mudar na base. Melhor dizendo o ensino. Educacao precisa vir de casa fundamentalmente. Na escola o primordial nos dias de hoje é a falta de respeito e disciplina. Sem isso é inútil qualquer tentativa para melhorar o ensino.

  9. Pro Villa só seria boa a Educação do PSDB, seu partido. A mesma Educação que o FHC quase acabou quando foi presidente deixando às traças as universidades e seu corpo de professores. Me admira ele que foi professor da UFSCAR dizer isso.
    Aliás este Jornal Livre, pelo teor de suas matérias, deve ser também a favor da escola sem partido. Francamente.

    • Ivan Vilela, independe de partido político, qualquer pessoa com um bom nível cultural, vai saber identificar o desastre das nossas escolas! Pelo menos na época do FHC os alunos ainda podiam ser reprovados e respeitavam os professores! Outra coisa, ele não colocou nas faculdades, alunos semi analfabetos, trabsformando-os na geração do diploma, onde o sujeito sai como diploma na mão, sem a mínima condição de pleitear um bom emprego, por pura falta de conhecimento! Alunos que vão pra faculdade escrevendo “encino, concerteza, proficional, nada haver”, fatalmente serão um fracasso profissional!!! E tudo isso, por falta de investimento no ensino de base! Não podemos esquecer que, em tempo algum, vimos políticos interessados num povo culto e instruído, pois não gera votos! O que vimos, ultimamente, foi esse tipo de processo eleitoreiro, como esse de cotas!!!

  10. Assis Tiago de oliveira.

    O orifício é mais abaixo. Leiam o livro professor até a morte e não mais atacarão a incompetência dos nossos formandos, mas como eles chegam lá.

  11. Eu concordo plenamente com oque ele escreveu, os alunos hoje quando vão à escola ou faculdade não dão valor na questão de aprendizagem que é o mais importante. Pra começar não aprendem nada no primeiro grau nem no segundo, já chegam analfabetos.

  12. Isahilde Rodrigues

    Certo, investimento no ensino básico,
    Segundo comentário, de Ex Ministro da Fazenda:. ….” Quem aos 9 anos não domina leitura, escrita, conceitos básicos, elementares, de Matemática, já é Excluído”…

  13. Há muitos anos a formação universitária é deficiente.
    Os resultados do país por si só mostram a realidade do ensino no Brasil.

  14. Fernando Castellari

    Um Conhecido Que é Professor Na Escola Paulista De Medicina Em Conversa Confidenciou Que Foi Testemunha De Um Recém Formando Em Exame Escrever OÇO ao Invés De OSSO é De LASCAR

  15. PQP!!! Ele percebeu isso agora!!! Olavo fala isso tem 10 anos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *